POSTAGENS RECENTES NO BLOG

A LUZ DE VELA


A luz de vela
Absorto estou
Qual sombra
Que parasita as formas

Escrevo a luz de vela
E contemplo a chama
Breve e serena
como deve ser a vida

Escrevo a luz de vela
Palavra sem destino
Súplicas sem coro
Enquanto dura a chama

Escrevo a luz de vela
Agora quase cera    
A desmaiar a chama 
Valter Moreno /1996


2 comentários

  1. ótimo!Parabéns Valter!!!Adorei!!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Viviane
    Um abraço, Walter Moreno

    ResponderExcluir

Deixe seu contato para receber notificaçõe por e mail