POSTAGENS RECENTES NO BLOG

AOS PÉS DO CRISTO REDENTOR




Pespontos e pontos de cruz
haste cheio ou corrente
Riscos e traços soltos
livres  estilizados
Sonhos emendados
em 40 graus de sentimentos e amigos

É Maré é Serra é Cidade de Deus
É cidade dos homens e mulheres sem nome
sob os pés do Redentor

Tem a mulata
o muleque
o malandro
o sambista
a pista
um trem lotado
e tem turista

Tem as ondas
que balançam em preto e branco
nas calçadas de Copacabana
Tem garçons e copos
chope gelado
putas bêbados e bandidos
na Lapa e seus arcos

Tem a Brasil
linha vermelha
linha amarela
bala perdida
arrastão no asfalto
Tem pouco choro
pra tanto morto

...Neste momento outro assalto!
Subitamente suspendo o poema
enquanto o artista segue seu ritmo
de olhos postos no Cristo e seu entorno.
Sandra May

Antes de sair deixe seu comentário, crítica ou sugestão. você me ajuda a construir este blog, obrigada!

Poderá gostar também de
POESIA BORDADA




























FEITIÇEIRA





Abre tua janela agora e vê
No céu ela passeia.
Tendo como pano de fundo
Um manto azul bordado de estrelas
Passeia no céu a lua cheia.

Sedutora das altas noites
De costas pro sol e indiferente
Fulgura a feiticeira

Pra ela uivam os lobos
Caem em êxtase os amantes
Sob a magia de uma lua inteira.

Sandra May

Antes de sair deixe seu comentário, crítica ou sugestão. Você me ajuda a construir este blog, obrigada!

Se você como eu gosto muito da lua, também poderá se encantar com:

LUNÁTICA OU QUEIJO LUNAR

CIO DA TERRA

ENLUARADa

O LADO ESCURO DA LUA

MARIA MARIA


UTOPIAS, POR QUE NÃO DESEJÁ-LAS?


PRA FALAR DE AMOR


Pra falar de amor







São sete horas da noite
( Horário brasileiro de verão)
Cai uma chuva fina
E como que por milagre
O sol ainda brilha
Vejo o arco-íris da janela.
Meu coração de poeta
Varri pra trás da porta.

Pra repensar o amor
Vou sair de casa
E caminhar na chuva
Em direção ao arco-íris.
Vou beber raios de lua.
E me embrenhar na noite.

Pra repensar o amor
Vou deixar de lado
A tristeza alheia
E embarcar num metrô
Pra lugar nenhum,
E assistir o nascer do sol.
Pra repensar o amor 
Vou recomeçar do zero
Vou amar de novo.

Pra falar de amor
Eu volto!
Se não voltar?
É que encontrei
Um amor maior 
Melhor...
Que o seu.
Copyright© Tom Vital/20/11/2008

Pra visitar o blog de Tom Vital entre AQUI 

Antes de sair deixe seu comentário, crítica ou sugestão. Aqui você é sempre bem-vindo, obrigada!
Sandra May

Poderá gostar também de
Carta a um Amigo