BREVE VOLTAREI


Olá amigos,
Vou fazer uma pausa aqui para me dedicar ao blog Teu nome é mulher, onde estou reunindo os meus poemas  publicados a partir de 2011 quando dei inicio à Letras Que Se Movem.
Breve voltarei, se Deus quiser, mas te convido a me visitar sempre que desejar porque não falta conteúdo, rss!
Aproveita e vem conhecer todos os meus escritos em um blog exclusivamente criado para organizar o meu trabalho autoral. Confira no link acima...
Um abraço e obrigada por todo o apoio e carinho que venho recebendo desde que dei inicio a esta obra, "Letras Que Se Movem," que inclui artesanato, pintura, citações bíblicas, fotografias, grandes autores, colaboradores e muito mais!
Sandra May

Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha.
Confúcio



A ROSA E A NÁUSEA



      La fille à la fleur -  de Marc Riboud, 1967

 "A flor e o asfalto" foi inspirado no poema de Carlos Drummond de Andrade, "A flor e a náusea,"  uma proposta para a blogagem coletiva do grupo Confraria dos blogueiros escritores.

A FLOR E O ASFALTO
I
Corram todos
Socorram
A flor feia está ferida!
II
Chamem a polícia
Denunciem ao ministério público
Convoquem os direitos humanos.
III
A flor feia rompeu o asfalto
Mas foi  imediatamente pisada.
Sandra May



DESASSOSSEGO & INQUIETUDE


Muito bom dia a todos que estão visitando Letras Que Se Movem
Sejam bem-vindos ao lar da Donna Insana!
Mulher
Continuo aqui no rasinho e usando até uma boia, que é pra garantir... Sei nadar, mas tenho me sentido um pouco cansada e por isso passo um tempo brincando no editor...rs!
O poema da imagem foi publicado AQUI

Não fui tão mal assim, né? Apenas apareceu um "R" que não faço a menor ideia de como foi parar abaixo da assinatura...rsss!

Critique à vontade, pode descer a lenha...
Bjs e ótimo domingo!
Sandra May

REFLEXÃO


Primavera
Imagem autoral

Os acontecimentos e o conhecimento desses acontecimentos estão mexendo muito com a minha cabeça, e, tenho me sentido fora da ordem mundial...então, vou ficando aqui bem no rasinho que é pra eu não me afogar, se é que fui clara!
To inclusive aceitando comentários, críticas, sugestões e conselhos. Mais precisamente, preciso é de conforto.
Um abraço carinhoso e obrigada pela paciência!
Sandra May