POSTAGENS RECENTES NO BLOG

CAIXA DE PANDORA

De tanta repetição
A prece já se converteu em reza
E minha oração
Arrastada ladainha
De vela queimando mão
Segue seu ritmo.

Estranha canção
Feito beata velha
Pano na cabeça, rosário na mão
Prossigo insistindo...

E tal como idólatra,  clamo a estrela real:

"Sol, fonte de todas as cores,
 Eu só tenho o meu sonhar
Não me leve a esperança
Como em caixa de Pandora
Deixa meu verde ficar!"
Sandra May




Caixa de Pandora é um artefato da mitologia grega, tirada do mito da criação de Pandora, que foi a primeira mulher criada por Zeus. A "caixa" era na verdade um grande jarro dado a Pandora, que continha todos os males do mundo.
Pandora abre o Jarro, deixando escapar todos os males do mundo, menos a "esperança". A esperança pode ser vista como um mal da humanidade, pois trás uma ideia superficial acerca do futuro.
Este artefato aparece na literatura em português como Jarro de Pandora, termo usado principalmente em Portugal, mas que também pode ser usado no Brasil, onde é tido como termo culto.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


6 comentários

  1. Adorei!

    Persistir, insistir, acreditar e confiar. E assim seguimos na vida em busca das nossas crenças e certezas.

    Grande abraço

    www.lucadantas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Divulguei a Programação das apresentações do 2º Prosas Poéticas que se iniciará nos próximos dias; dê uma olhada, quem sabe entre as autoras e os autores participantes, não tenha alguém a quem que você gostaria de prestigiar.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Olá Viviani, já fui lá. É que tava sem internet...lamentei por não participar.
    Grande abraço,
    Sandra May

    ResponderExcluir
  4. Poxa porque vai encerrar?
    Não gosto de finais :(
    Parabéns pelo seu cantinho

    ResponderExcluir

Deixe seu contato para receber notificaçõe por e mail