POSTAGENS RECENTES NO BLOG

O DEPOIMENTO DA ROCHA

Crua e incisiva
Tenho um espinho na carne
e  um punhal cravado no peito
Noites de pouco sono e dias verdes
feitos de reflexões costuradas
Passos cuidadosos e quase débeis
...como radares
captando o pulsar da terra
Pão sobre a mesa / erva no chão.

Estremece o interior da terra
e o inferno não podendo conter-me
explode
Arremessada entre lavas incandescentes
escorro fogo
Sopram ventos, desaguam tempestades torturantes, necessárias
Sou Rocha.

Sobre mim edifiquem suas casas
construam seus pilares
me ponham por altares.

Posso ser polida
Posso ser lascada
Fendida, escorrerei as muitas águas
Fonte, saciarei as muitas sedes
Triturada areia
finíssimo pó, talco.

Pedra, dura pedra
Pedra, lisa pedra
Viajante solitária do grande universo
meteoro fui
Por encontro alucinante
estrela cadente sou
façam três pedidos...

Quebrei vidraças, parti corações, venci gigantes
Golias jaz morto a meus pés,
no entanto não lhe deceparei a cabeça,
não exibirei troféu
chega de sangue!

Pedra, dura pedra
Pedra, lisa pedra
Faísco Cristal
e super aquecida
me modelo Diamante
...Comovo women corações.

Pedra, dura pedra,
transformada e sempre pedra
pedra no meio do caminho
pedra que é o meu espinho
pedra no nosso caminho
pó de pedra, disfarçada
punhal e espinho
seixo, entre as sombras descansa
no poço raso de um rio.

Sandra May








2 comentários

Deixe seu contato para receber notificaçõe por e mail