Publicidade

segunda-feira, 27 de julho de 2015

ELA NÃO PERDOA!



Ela
Não oferece nada
Nada perdoa
Faz desaparecer
Como trevas expostas à luz
Tal corte da enxada na terra
Riacho na seca
Maldição que tudo consome
Deixando apenas rastros
Esqueletos quase esquecidos
Não fosse uma ou outra
Sombra no impiedoso deserto
Onde um corpo cansado clama
O que a fraqueza traduz
Resultado de imagem para imagem para secaBreve mais um, outro um
Apenas mais um
Será esqueleto quase esquecido
Morto de fome na estrada
Que não levou a lugar algum.
Impiedoso "homem"
Pobre, miserável e nu
O mais cruel das criaturas
Sou eu, somos nós, és tu!
Sandra May
                                                                          Imagens da Internet                                                                                    
                                                                 

             
       
                  
               
                    
                             
           
                           
                 
                
                 

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Clarisse escreveu:

"Um dia eu disse infantilmente: Eu posso tudo. Era a antevisão de poder um dia me largar e cair num abandono de qualquer lei. Elástica."

Clarice Lispector - Água Viva
Circulo do Livro S.A. - 1973

   
  

Imagem autoral - Sandra May



Estou dando a você a liberdade. Antes rompo o saco de água. Depois corto o cordão umbilical. E você está vivo por conta própria.
E quando nasço, fico livre. Esta é a base da minha tragédia.
Clarice Lispector  - Água Viva

Eu amo a minha cruz, a que doloridamene carrego. É o mínimo que posso fazer de minha vida: aceitar comiseravelmene o sacrifício da noite.
Clarice Lispector - Água Viva

quarta-feira, 15 de julho de 2015

ESSE MUITO AMAR

Poemamos:
"Com ou sem sentido
Por qualquer razão
Ou motivo
Poemamos
Por alegria
Pela dor
Poemamos de saudade
Á pessoas de qualquer idade
Seja lá por quê for
Poemamos
A vista ou a prazo
Poemamos ao acaso
E sob encomenda
De casamento
Viuvez
Poemamos até por um talvez!
Acasalamento
Advento de rebento
Pela beleza do mar
Por um brilho de olhar
Importa é poemar.
Pode parecer leviano
Até um pouco vulgar
Esse taaanto poemar!
Dia e noite
Noite e dia
Entra ano e sai ano
Nós porém não desistimos
De conjugar verbo amar."
Sandra May

Present "to love"
I LOVE
YOU LOVE
HE, SHE, IT LOVES
WE LOVE
YOU LOVE
THEY LOVE



Imagem da Internet

DO YOU LOVE?
(  ) YES
(  )  NO












De Paulo Mendes Campos

Não consigo entender
O tempo
A morte
Teu olhar
O tempo é muito comprido
A morte não tem sentido
Teu olhar me põe perdido
Não consigo medir
O tempo
A morte
Teu olhar
O tempo, quando é que cessa?
A morte, quando começa?
Teu olhar,quando se expressa?
Muito medo tenho
Do medo
Da morte
De teu olhar
O tempo levanta o muro.
A morte será o escuro?                                                                        Imagem meramente ilustrativa
Em teu olhar me procuro.
Paulo Mendes Campos


domingo, 12 de julho de 2015

É DOMINGO - Today is Sunday

Bom dia para você que veio visitar "Letras que se Movem." Você também é muuuito especial pra mim...

Good day to you who came to visit "Letras que se Movem." You are very special!


The time
                                                                                                               Sandra May - 2015


quinta-feira, 9 de julho de 2015

Pensando de forma sustentável!


Conceito de sustentabilidade 

Sustentabilidade é um termo usado para definir ações e atividades humanas que visam suprir as necessidades atuais dos seres humanos, sem comprometer o futuro das próximas gerações. Ou seja, a sustentabilidade está diretamente relacionada ao desenvolvimento econômico e material sem agredir o meio ambiente, usando os recursos naturais de forma inteligente para que eles se mantenham no futuro. Seguindo estes parâmetros, a humanidade pode garantir o desenvolvimento sustentável.




Estofado da cadeira feito com pernas de calças jeans

idem

Móbile feito com os retalhos dos jean e outros tecidos

Almofada com vestido de bazar (desfeito)

Móbile com retalho do jeans, do vestido e sobras de malha esticada


Almofada feita com canga de praia (de bazar)

idem

idem

Decoração com bastidores, jeans e outros materiais

Sempre reaproveitando...

Essas ficaram bem originais, com detalhes de aplicação e crochê

Essa é um sonho!

Em formato de envelope com corações em relêvo 

Todas as peças que você viu são criações minhas em conjunto com a Isabel Moreira, que sabe costurar como ninguém, todas as minhas idéias. Obrigada, Isabel!

Bem, você querendo se inspirar...fique a vontade, só peço que dê os devidos créditos. Juntos vamos mais além!
Sandra May/2015

Como e porquê separar o lixo
A reciclagem reduz, de forma importante, o impacto sobre o meio ambiente: diminui as retiradas de matéria-prima da natureza, gera economia de água e energia e reduz a disposição inadequada do lixo. Além disso é fonte de renda para os catadores.
Quer saber mais? clik aqui para aprender a separar o lixo que você produz e descartá-lo corretamente.