POSTAGENS RECENTES NO BLOG

Medo de Amar

Sonhava essa mulher, plena, doce e carnal
Que em mim trouxesse o
anjo à presa do animal

Quando ela apareceu, risonha, inesperada
Para o encontro ideal, azul sobre a calçada
solto o cabelo, terno o gesto, leve o passo
Não houve em meu olhar nem
temor nem embaraço

Senti nessa mulher desconhecida alguma

Coisa que a iluminava e
a despia da bruma
Como se na nudez em que a via surgisse
Todo o sonho de amor de minha meninice
Vinicius de Moraes






2 comentários

  1. Mais uma pérola do Poetinha, onde não cabe qualquer palavra minha e fico mudo,
    posto que seu verso que é sua imagem já diz tudo!

    ResponderExcluir

Deixe seu contato para receber notificaçõe por e mail