POSTAGENS RECENTES NO BLOG

ELE ESCREVE APENAS

Escrevo. E pronto.
Escrevo porque preciso
preciso porque estou tonto.
Ninguém tem nada com isso.
Escrevo porque amanhece.
E as estrelas lá no céu
Lembram letras no papel,
Quando o poema me anoitece.
A aranha tece teias.
O peixe beija e morde o que vê.
Eu escrevo apenas.
Tem que ter por que
Paulo Leminski


Epitáfio que o próprio Leminski escreveu para ele:
“Aqui jaz um grande poeta.
Nada deixou escrito.
Este silêncio, acredito,
são suas obras completas”.









Nenhum comentário

Deixe seu contato para receber notificaçõe por e mail