POSTAGENS RECENTES NO BLOG

PRETÉRITO IMPERFEITO

Não quero seu trocados
Tão pouco as  sobras de seu quase  nada
Não tenho paciência pras suas mentiras
E nem me alimento das mesmas.

Seu orgulho e arrogância se contra-poem  a uma gentileza agradável
Mentiras sobre mentiras, abismos que chamam outros abismos
E o fundo do poço se alarga e aprofunda
Cuidado!

Programação camuflada e superficial
Falta humildade pra  fazer reparações
Banhar-se na fonte do batismo libertador
e prosseguir sem o peso do até então.

Nova vida , regeneração
Passado apagado
perdão!

Coragem, quem terá coragem?
A vida se afunila...
Vai dar pra passar ?
Não existe retorno
O movimento é linear.

Se muitas vezes  pareci "metamorfose"
Até certo ponto concordo
Em algumas situações  foi pra te poupar
Já em outras, as nuances externas, escuridão, sombra ou luz
Mudaram minha aparência
Pra vida não me devorar.

Porque sou bem frágil e carente
Por compensação fui agraciada com forte carcaça...
Às vezes caramujo, em outras ostras ou mexilhões

Você, imóvel como pedra
Calado como pedra
Sujeito como pedra
Manipulado feito pedra
Feito pó de pedra
Só, como pedra
Condensado e inexpressivo
Vivo-morto como pedra.

Sem rumo , sem prumo, à deriva
Cuja única saída 
Tem por nome: Bússola 
Está ao seu alcance...é pegar ou perecer.

Sandra May/2013






6 comentários

  1. Sorte minha que eu sei qual é o meu norte. rs
    Moça, que desabafo bom!
    Uma sexta leve pra ti.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prá mim foi assim...até que enfim, graças à Deus!!!!
      rs... moço, que palavra boa
      Um ótimo final de semana prá vc também.

      Excluir
  2. Acho que sei de onde veio essa inspiração... Fico feliz por você conseguir erguer um suntuoso castelo a partir de uma casinha de estuque...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aliás, pensando bem, observando melhor e sendo justo, matéria-prima é que não te faltou...

      Excluir

Deixe seu contato para receber notificaçõe por e mail