POSTAGENS RECENTES NO BLOG

DE FLOR EM FLOR

I
Não me ofereçam rosas
Orquídeas nem lírios
Em buquês, ramalhetes ou corôas
Aceito as flores bem vivas
As flores sem cheiro de morte.

II
Prefiro os jardins estrumados
E as sementes levadas ao vento
Borboletas voando
Na plenitude da breve sorte
E o que é podre se tornar alimento!
Sandra May 


Imagem: Pixabay



2 comentários

  1. Lindo poema!
    Deveras flores vivas, vivas flores. também as curto mas no pé. Foi assim que Deus as fez!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, você sempre atento aos poemas. Bom receber sua ilustre visita, de pessoa culta...
      Feliz Natal,
      Abraço forte

      Excluir

Deixe seu contato para receber notificaçõe por e mail